SANTA FILOMENA

Rochoso

TYPE:

CLASS:

CLAN:

GROUP:

SUBGROUP:

PET TYPE:

EST. SHOCK:

INTERPERISM:

PARENTS:

YEAR:

DESCRIPTION:

CONDRITO

ORDINÁRIO

H-LL-LL

H

5-6

S4

W0

BRASIL - PE

2020

Condrito Ordinário Brechado H5-6, por intemperismo termal causado por eventos de choque

PETROGRAPHY:

M. E. Zucolotto, MN / UFRJ e A. Tosi, IGEO / UFRJ) Cinco seções delgadas polidas de massas brechadas e não brechadas foram examinadas. O espécime não brechado é composto de litologia de cor cinza médio e mostra alguns côndrulos dispersos, esmaecidos e texturalmente equilibrados inseridos em uma massa fundamental recristalizada. O diâmetro médio do côndrulo visível é de 0,5 mm. As fases principais são olivina e ortopiroxênio. Olivina mostra mosaicismo, fraturas planas e escurecimento. Grãos pequenos e raros de feldspato estão presentes e mostram extinção ondulatória. As fases opacas incluem metais (kamacita, taenita) e troilita. Outras fases acessórias incluem fosfato e cromita. A litologia brechada consiste em uma textura condrítica com clastos condríticos cinza médio em um hospedeiro condrítico cinza escuro que tem textura e composição semelhantes, mas muito mais escura na cor. Os grãos de plagioclásio estão presentes com tamanhos de até 50 mícrons de diâmetro. Fragmentos altamente recristalizados (tipo 6) coexistem com áreas apresentando textura condrítica (tipo 5) e fragmentos de escurecimento por impacto. Não há bolsas ou veias derretidas. A olivina mostra um mosaico fraco e escurecimento, indicando o estágio S4 de choque. A kamacita é encontrada predominantemente em cristais únicos com linhas de Neumann bem definidas e distorcidas. A troilita mostra geminação múltipla, também indicando um estágio de choque S4.

GEOCHEMISTRY:

(A. Tosi, IGEO / UFRJ; M. Gomes, CPGq / UFRGS) Análise de Microssonda Eletrônica: litologia não brechada: olivina Fa18,8,5 ± 0,4 (25), baixo Ca piroxênio Fs17,1 ± 0,4 Wo1,2 ± 0,8 (18), plagioclásio Ab71,9 ± 9,3 An12,7 ± 6,3 Or15,3 ± 13,0 (10), Co em Kamacita 0,112 ± 0,02 (22). Clastos equilibrados: Fa19,6 ± 0,5 (57), piroxênio baixo Ca Fs17,3 ± 0,6 (93), plagioclásio Ab75,3 ± 9,2 An10,9 ± 2,7 Ou13,8 ± 11,4 (15). Isótopos de oxigênio (K. Ziegler, UNM) (linearizados, todos por mil rel. Para V-SMOW, declive TFL = 0,528): Um total de 3 fragmentos/ subamostras não tratados (isto é, sem lavagem com ácido) foram analisados por fluoração a laser. Os pesos das amostras para cada medição foram entre 1,5 e 2,5 mg. δ18O = 4,366, 4,618, 4,452; δ17O = 2,958, 3,161, 3,115; A17O = 0,652, 0,723, 0,731.

CLASSIFICATION:

É uma brecha genômica com os clastos e matriz do mesmo grupo composicional, mas diferentes tipos petrológicos, H5-6, S4, W0

CLASSIFIERS:

M. E. Zucolotto e A.A. Tosi

STORY:

Uma bola de fogo brilhante apareceu na região oeste do estado de Pernambuco, Brasil, em 19 de agosto de 2020, 13:18:17 UTC. Quatro câmeras da empresa de previsão do tempo "Clima Ao Vivo" registraram o bólido nas cidades de Floresta, Salgueiro, Belém de São Francisco e São José do Belmonte. O satélite GOES-16 também capturou o flash do bólido. Utilizando os dados do vídeo, a BRAMON (Rede Brasileira de Observação de Meteoros) realizou a triangulação do bólido e o cálculo da órbita. O meteoróide entrou na atmosfera terrestre a 15,36 km / s, em uma inclinação de 43,1 ° (em relação ao solo) percorrendo 61,3 km em 4 "e se extinguiu a 20,9 km de altura, 7,5 km a leste da cidade de Santa Filomena. A órbita do meteoróide foi calculada como segue: semi-eixo maior 2,0 AU, excentricidade 0,94, inclinação 0,26 °, pericentro longitude 143,5 ° e nó ascendente 146,7 °. Os fragmentos foram recuperadas dentro de uma elipse de 16,0 × 2,7 km em comparação com o campo espalhado previsto de 40 × 4 km, conforme calculado por Jim Goodall. Santa Filomena está localizada quase no meio do campo espalhado. A maioria dos fragmentos, em peso, foram recuperadas pela população local. Uma massa de 38,2 kg foi encontrada a cerca de 7 km de Santa Filomena no estado de Pernambuco-Piauí fronteira. Um fragmento orientado de 2,81 kg atingiu uma casa em frente à igreja principal da cidade e praça. Outro pedaço de 1,5 kg atingiu uma casa de Cohab ~ 1 km a nordeste da praça. Outros pedaços foram testemunhados a cair por moradores da vila de Caramari, localizada algumas centenas de metros ao norte do Casa de Cohab. Pedras também foram encontradas por pesquisadores e caçadores de meteoritos: Andre LR Moutinho (4 pcs, 57 g), "Meteoríticas" - UFRJ (3 pc, 83,2 g), Robert Ward (1 pc, 34 g), José C. Medeiros - Astro Agreste (3 pcs, 62 g), Cartier Ramalho e Evandro Peixoto - CASF (3 pcs, 243g) e Luiz F. Castro - GASF (2 pcs, 118 g).

All information that does not have a specific source were extracted from the Meteoritical Bulletin Database.

All images are copyrighted.